Comandos linux - Linha de Comando

Tutoriais Diversos em Português

Comandos linux - Linha de Comando

Mensagempor reginaldo » Qui Abr 02, 2009 9:51 pm

Título Original: Comandos linux, disponíveis no Bfw

Em Revisão:

Este Tutorial é composto de duas Partes.

A Primeira parte da uma idéia dos comandos básicos em qualquer distribuição linux. Texto do Carlos Morimoto publicado no GDH Press em 18/06/2006.

A Segunda Parte discreve os comandos linux que constão no Brazilfw.

Devido a este tópico ( viewtopic.php?f=2&t=65229#p144619 ) faço a seguinte Observação:
A primeira parte coloquei para o pessoal ter um pouco mais de conhecimento nos comandos linux em geral. Os comandos Linux do BrazilFW estão na segunda Parte. Portanto pode ter algum comando da 1ª parte deste tutorial que não tenha no BrazilFW.

Então vamos a elas:
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

1ª Parte: Linux, O básico da linha de comando - Texto de Carlos Morimoto em 18/06/2008

Ter fluência no uso da linha de comando é um pré-requisito para qualquer bom administrador. Usar o prompt é, de certa forma, muito parecido com aparecer uma segunda língua, onde os comandos equivalem às palavras e a sintaxe e os argumentos usados equivalem à gramática. A única forma de adquirir um bom vocabulário e, principalmente, de entender a gramática é estudando, mas por outro lado, a única forma de adquirir fluência é realmente falando, o que na nossa analogia equivale a acumular “horas de vôo” no uso do terminal. No começo é normal que você fique “catando milho” e precise pesquisar e olhar as páginas de manual para se lembrar mesmo dos comandos mais simples, mas com o tempo usar o terminal acaba sendo uma coisa tão natural quanto falar ou escrever. O importante é não desanimar.

cd : Possivelmente o comando mais básico do prompt, permite navegar entre diretórios, como em “cd /etc”. Você pode tanto indicar o caminho completo até o diretório desejado, como em “cd /var/log/apache2″, ou usar caminhos relativos, indicando o destino a partir do diretório atual. Se você está dentro da pasta “/etc” e quer acessar a pasta “/etc/bind”, precisa digitar apenas “cd bind”. Para subir um diretório, use “cd ..” e, para subir dois nível, use “cd ../..”.

pwd : Serve apenas para confirmar o diretório atual. É usado sem parâmetros, simplesmente “pwd”.

ls : Lista os arquivos dentro do diretório atual. Por padrão, ele mostra apenas os nomes dos arquivos e não mostra os arquivos ocultos. Para ver tudo, incluindo os arquivos ocultos, use “ls -a”, para ver também as permissões de acesso e o tamanho dos arquivos, use o “ls -la”. Para ver os tamanho dos arquivos especificados de forma legível (”329M” em vez de “344769698″) adicione o parâmetro “h”, como em “ls -lha”. Você pode ver também os arquivos de qualquer diretório, sem ter que primeiro precisar usar o “cd” para acessá-lo. Para isso, basta indicar o diretório, como “ls -lha /etc”.

Em muitas distribuições, como no CentOS, o “ls” mostra uma listagem colorida, que torna fácil identificar os arquivos (pastas aparecem em azul, arquivos compactados em vermelho) e assim por diante, o que torna mais fácil identificar os arquivos. Para ativar esse recurso em outras distribuições, adicione a linha:

alias ls=”ls –color=auto”

No final do arquivo “/etc/profile“. Outra personalização muito usada é fazer com que os comandos “rm”, “cp” e “mv” peçam confirmação, o que reduz a possibilidade de causar danos catastróficos ao digitar comandos incorretos. Para isso, adicione as três linhas abaixo no final do arquivo “/etc/profile”:

alias rm=”rm -i”
alias mv=”mv -i”
alias cp=”cp -i”


cp : O cp é um comando aparentemente simples, mas que esconde vários segredos. A sintaxe básica para copiar arquivos é usar o comando cp, seguido do nome do arquivo e a pasta para onde ele vai, como em “cp /etc/fstab /tmp”. Entretanto, em sua forma básica o cp serve apenas para copiar arquivos isolados; para copiar pastas, é necessário que você adicione a opção “-r” (que ativa a cópia recursiva), como em “cp -r /home/gdh/* /backup/”

Um parâmetro bastante útil é o “-a”, que faz com que o cp sempre copie recursivamente, mantenha as permissões do arquivo original e preserve os links simbólicos que encontrar pelo caminho. Em resumo, faz o cp se comportar de uma forma mais simples e lógica.

Você pode ainda usar o “*” e a “?” como curingas quando quiser copiar vários arquivos. Para copiar todos os arquivos da pasta atual para a pasta “/mnt/hda6″, por exemplo, use “cp * /mnt/hda6″. A “?” por sua vez é mais contida, substituindo um único caractere. Por exemplo, “cp arquivo?.txt /mnt/hda6″, copia o “arquivo1.txt”, “arquivo2.txt” e o “arquivo3.txt”, mas não o “arquivo21.txt”.

mv: O mv serve tanto para mover arquivos de um lugar para o outro, quanto para renomear arquivos, como em “cd /etc/squid; mv squid.conf squid.conf.modelo”.

rm: Por padrão, o rm deleta apenas arquivos simples, como em “rm arquivo.txt”. Para que ele remova pastas, é necessário adicionar parâmetro “-r”, como em “rm arquivos/”. Em muitas distribuições, o padrão do rm é pedir confirmação antes de remover cada arquivo, o que se torna inviável ao remover um diretório com diversos arquivos. A confirmação é eliminada ao adicionar o parâmetro “-f”, o que nos leva ao “rm -rf” (que é o formato mais comumente usado). Tome cuidado ao usar o “-rf”, pois ele não pede confirmação, deleta os arquivos diretamente.

Você pode muito bem pensar em digitar “rm -rf ./*” (para apagar todos os arquivos do diretório atual) e, na pressa, acabar digitando “rm -rf /*”, que apaga todos os arquivos do sistema, incluindo arquivos em todas as partições e em todos os compartilhamentos de rede que estiverem montados (!). Ou seja, ao usá-lo, respire fundo e verifique se realmente está deletando a pasta certa antes de pressionar Enter.

É possível também usar caracteres curingas na hora de remover arquivos. Para remover todos que possuírem a extensão “.jpg”, use “rm -f *.jpg”. Para remover todos os arquivos que começarem com “img”, use “rm -f img*”. Lembre-se de que você pode usar também o “?” quando quiser usar o curinga para apenas um caractere específico. Se você quiser remover os arquivos “doc1.txt”, “doc2.txt” e “doc3.txt”, mas sem remover o “doc10.txt” e o “doc11.txt”, você poderia usar o comando “rm -f doc?.txt”.

mkdir : Cria diretórios, como em “mkdir trabalhos” ou “mkdir /mnt/backup”. Para criar pastas recursivamente (ou seja, criar todas as pastas necessárias até chegar a que você pediu, caso necessário), adicione o parâmetro “-p”, como em “mkdir -p /var/log/apache2″.

rmdir : Remove diretórios. A diferença entre ele e o “rm -f” é que o rmdir remove apenas diretórios vazios, evitando acidentes.

Alguns atalhos:

Ctrl+L : Limpa a tela, atalho para o comando “clear”. Ao usar bastante o terminal, você acaba se acostumando a usá-lo bastante.

Ctrl+C : Este é um dos atalhos mais usados no terminal, ele serve para terminar a execução de qualquer comando. Se você digitou um “tar -zcvf arquivos.tar.gz /mnt/arquivos” e quer abortar o backup para fazê-lo em outra hora, ou se algum programa bloqueou o teclado e você quer finalizá-lo na marra, o Ctrl+C é a solução.

CTRL+L : Atalho para o comando logout, que encerra a sessão atual. Se você usou o comando “su -” para virar root, o Ctrl+L vai fazê-lo voltar ao prompt inicial. Pressionando Ctrl+L mais uma vez, você faz logout, fechando o terminal.

Fonte: GDH Press: http://www.gdhpress.com.br/blog/basico- ... e-comando/

==============Veja mais sobre linha de comando==========:
:arrow: Dominando a linha de comando, parte 1: http://www.guiadohardware.net/tutoriais/linha-comando/

:arrow: Dominando a linha de comando, parte 2: http://www.guiadohardware.net/tutoriais/linha-comando2/


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

2ª Parte: Comandos linux disponíveis no Brazilfw:

Achei uma boa colocar os comandos via terminal pra quem não sabe os comandos do linux (eu mesmo não sei...hehehe). Pra vocês não terem mais trabalho eu ja fiz alguns:

ls - Lista os arquivos, mesmo que o dir do DOS

Atributos comuns:
-a = Mostra arquivos ocultos
-l = Mostra bytes, permissoes, diretórios e etc

Obs: no ls os nomes de arquivos nos sistemas *X (Unix, linux, etc) nao precisam ter so 8 letras. Dai, se voce quer listar os arquivos comecados com u, por exemplo, peca ls u* e veja o resultado.

* - Substitui qualquer conjunto de caracteres

? - Substitui caracteres isolados
--------------------------------------------------------------------------------

rm - Remove arquivos, no formato: rm (arquivo1) (arquivo2) (arquivo3) ...

Exemplo: rm eu.doc / rm leiame.txt manual.html win95.w95
--------------------------------------------------------------------------------

cp - Copia arquivos, no formato: cp (arquivo1) (diretorio)

Exemplo: cp manual.txt /home/manual
--------------------------------------------------------------------------------

cat - Mostra o conteudo do arquivo, mesmo que o type do DOS
--------------------------------------------------------------------------------

more - Exibe o conteudo de um arquivo pagina a pagina, mesmo o q do DOS

Exemplo: ls|more
--------------------------------------------------------------------------------

pwd - Exibe o diretorio atual (o que você esta no momento)
--------------------------------------------------------------------------------

rmdir - Apaga Diretório (Pasta)

Exemplo: rmdir /diretorio se o diretorio estiver cheio, use o rm com o atributo -r
--------------------------------------------------------------------------------

mkdir - Cria Diretório (Pasta)

Exemplo: mkdir /diretorio
--------------------------------------------------------------------------------

clear - Limpa a tela, mesmo que o cls do DOS
--------------------------------------------------------------------------------

who - Mostra quem estah na maquina no momento
--------------------------------------------------------------------------------

whoami - Mostra quem você é - útil quando você esquece com que login entrou... Wink
--------------------------------------------------------------------------------

df - Mostra o espaco usado, livre e a capacidade das partições do HD
--------------------------------------------------------------------------------

free - Exibe a memoria livre, a usada, e o buffers da memória RAM
--------------------------------------------------------------------------------

exit e logout - Sai da sessão atual
--------------------------------------------------------------------------------

tar (tape archive) - Programa de geração de backup
tar -c - Gera backup
tar -x - Restaura backup
tar -v - Lista cada arquivo processado
tar -t - Lista o conteúdo de um backup

Nota: Para descompactar arquivos "tagged"(.tar.gz, .tgz, etc)
tar zxpvf (nome_do_arquivo)

Se o arquivo for "gziped"(.gz):
gunzip -d (nome_do_arquivo)
--------------------------------------------------------------------------------

chmod - Muda as permissoes do arquivo/diretório
--------------------------------------------------------------------------------

chown - Muda as permissões do arquivo/diretório
--------------------------------------------------------------------------------

cat - Encadeia e imprimi arquivos.
--------------------------------------------------------------------------------

cd - Muda de diretório.
--------------------------------------------------------------------------------

chgrp - Muda o título de um grupo de arquivos.
--------------------------------------------------------------------------------

date - Retorna a data e a hora.
--------------------------------------------------------------------------------

du - Relatório no uso do sistema de arquivos.
--------------------------------------------------------------------------------

echo - Exibe seus argumentos.
--------------------------------------------------------------------------------

expr - Avalia seus argumentos quando geralmente e uma fórmula matemática.
--------------------------------------------------------------------------------

find - Localiza os arquivos com características específicas.
--------------------------------------------------------------------------------

grep - Procura um modelo a partir de um arquivo. (veja awk)
--------------------------------------------------------------------------------

kill - Termina um processo.
--------------------------------------------------------------------------------

ls - Exibe informacoes sobre um ou mais arquivos.
--------------------------------------------------------------------------------

ps - Exibe um status dos processos.
--------------------------------------------------------------------------------

sleep - Causa um processo para tornar-se inativo por uma duracao de tempo especifica.
--------------------------------------------------------------------------------

sort - Escolher e unir um ou mais arquivos.
--------------------------------------------------------------------------------

stty - Exibir ou escolher parâmetros do terminal.
--------------------------------------------------------------------------------

tail - Exibir o fim de um arquivo.
--------------------------------------------------------------------------------

uniq - Compara dois arquivos. Procura e exibe em linhas o que e incomparavel em um arquivo.
--------------------------------------------------------------------------------

wc - Exibe detalhes no tamanho do arquivo.
--------------------------------------------------------------------------------

who - Informações de quem esta on-line.
--------------------------------------------------------------------------------

write - Usado para mandar mensagens para outro usuario.
--------------------------------------------------------------------------------
Contribua para que o Projeto BFW permaneça no ar, Doe Click aqui
Contribua com o reginaldo, Doe, favor enviar e-mail para reginaldo@brazilfw.com.br
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
"Disciplina é liberdade. Compaixão é fortaleza. Ter bondade é ter coragem" (Há Tempos [Dado Villa-Lobos/Renato Russo/Marcelo Bonfá])
Avatar do usuário
reginaldo
BFW Mediator
BFW Documenter
BFW Manager
BFW 3.x Update
 
Mensagens: 12682
Registrado em: Sáb Ago 27, 2005 12:10 pm
Localização: Rio de Janeiro - RJ
BrazilFW Box: Máquina Física
CPU: Intel Core i3 Model 530
Memória: 8.00 GiB / 2 Links
BFW 3.0.262 64 bits
Serviços Ativos: Control MAC, QOS
Addons: EBackup, EPM e Squid 3.5.x

Voltar para Tutoriais Diversos

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes